E-mail    Senha    Não possui uma conta? Clique aqui e cadastre-se.



Entrevista

Méd. Vet.

Karina Gonçalves

Méd. Veterinária, MSc
Analista de Formulação

GUABI
entrevista  - nov/2009

   
     

Karina Nogueira Venturelli Gonçalves é médica veterinária e tem mestrado na área de concentração de nutrição de cães e gatos, realizado na Unesp de Jaboticabal-SP. Atua na Guabi há quatro anos.


O nutrição.Vet acredita que os médicos veternários durante sua formação não têm muito contato com o ambiente corporativo como têm com áreas mais tradicionais como clínicas veterinárias, laboratórios de diagnóstico e instituições que atuam com medicina preventiva. Para mostrar um pouco deste universo ao internauta que visita o nutrição.Vet , entrevistamos Karina durante o III Simpósio de Nutrição Clínica de Cães e Gatos. Confira a seguir.


parte 1: A formação do profissional que atua na sua área.
parte 2: Atividades que veterinário exerce na empresa.
parte 3: O que há de particular no ambiente corporativo?
parte 4: Melhor fazer pós-graduação no exterior?
parte 5: O Brasil tem nível internacional em nutrição pet?

 
     

     

nutrição.Vet: O que é importante na formação do profissional para exercer função como a sua?

 

 

 

M.V. Karina :

 

No meu caso, eu já tinha em mente que queria trabalhar na indústria. E eu pensei em fazer o mestrado realmente para ter um diferencial, para eu me aprofundar em nutriçao.

 

 

nutrição.VET: E fez diferença você ter feito mestrado?

 

 

M.V. Karina :

 

Total diferença. Acho que foi um diferencial muito grande e que influenciou bastante a minha contratação. Porque, ao longo da graduação, existem várias disciplinas, hoje em dia, até algumas focadas na área de nutrição, mas o mestrado realmente me deu um diferencial.

_____

"... [o
mestrado]
foi um
diferencial muito grande e que influenciou
bastante
a minha contratação.”

_____


E eu vejo um campo muito grande, principalmente na nutrição de pets para os médicos veterinários porque ele consegue relacionar saúde-doença-nutrição.

 

(pg.1.) (continua). (voltar ao topo).

 

     
     

nutrição.Vet: Quais suas atribuições na empresa? Que atividades você realiza e que atividades os médicos veterinários podem realizar ?

 

M.V. Karina:

 

No caso da Guabi que é onde eu trabalho, ele pode atuar em várias áreas. Eu por exemplo atuo na área técnica, no departamento técnico. Eu preparo as formulações, eu tenho uma relação muito forte com a área de qualidade, então tanto pela seleção de ingredientes, especificações de ingredientes, até quanto, quando, como utilizá-los.

 

 

 

Na área de marketing também o veterinário pode atuar bastante, unido tanto o conhecimento como esta parte de propaganda, de como veicular produtos veterinários para o consumidor final, na verdade, o proprietário.

 

A área de vendas, é uma área que emprega bastante veterinários, principalmente recém-formados e é uma área bastante promissora dentro de um empresa.

 

Em multinacional eu vejo que a área técnica geralmente já é menor, as formulações já vêm de fora, preparadas, mas existe bastante campo, pricipalmente na área comercial

 

 


(pg.2.) (continua). (voltar ao topo).

 

     
     

nutrição.Vet: O que você encontrou de particular no ambiente corporativo, que você não conhecia e que destacaria para quem não é deste meio ?

 

M.V. Karina:

 

O que eu vi é que eu estava pouco preparada. Porque a Universidade, ela prepara,

 

_____

"... o que
eu acho
que falta
para a gente,
que é o grande desafio, é o relacionamento
com as
pessoas.”

_____


 

principalmente as federais as estaduais, prepara mais o profissional na área acadêmica e não para a área profissional mesmo, para o mercado.

 

Você chega na empresa você se depara com uma realidade diferente. Então o que eu acho que falta para a gente, que é o grande desafio, é o relacionamento com as pessoas.

 

Isso conta bastante. É o dia a dia, como você vai tratar determinado assunto, como você vai vender a sua idéia lá dentro... E é isso que falta, eu acho, para as Universidades e mesmo em uma pós-graduação, é este relacionamento, pessoa a pessoa.


(pg.3.) (continua). (voltar ao topo).

     

nutrição.Vet: Fazer pós-graduação no Brasil ou no exterior? Um aluno que fique anos no exterior será ‘esquecido’ e sem contatos no Brasil ou voltará mais valorizado?

 

 

M.V. Karina :

 

Eu acho que faz muita diferença contato mesmo aqui no Brasil. Claro que eu não estou menosprezando uma carreira fora, ou uma especialização ou um próprio estágio. É uma realidade diferente que acho que serve para abrir a cabeça mesmo.

 

Mas eu acho que quem não tiver oportunidade de ir para fora e quiser investir aqui... fazer um estágio em uma empresa, eu acho muito válido.

 

O trabalho de graduação por exemplo, ao invés de você fazer em uma clínica, ou ficar dentro da faculdade, se tiver oportunidade de fazer dentro da indústria é muito bom.

 

Eu recomendo mesmo fazer

_____

"... Eu acho
que faz muita diferença contato mesmo aqui no Brasil.”

_____


 

estágio dentro da empresa para ver a realidade, ver como funciona, ver o quão grandioso é trabalhar dentro de uma indústria. Desde a seleção da matéria prima até o produto final... E o pessoal de vendas encarregado de passar esta informação. São muitos detalhes, é muito enriquecedor.

 

(pg.4.) (continua). (voltar ao topo).

 

     
     

nutrição.Vet: Fazendo uma comparação, como está a qualidade do que se produz em nutrição pet no Brasil e no exterior?

 

M.V. Karina:

 

Eu vejo hoje que a gente não perde em nada seja com relação aos Estados Unidos seja com a Europa.

 

Uma prova disso é que, no caso da Guabi em particular, a gente exporta para o mundo inteiro: para Europa, para a África, para a Ásia, América do Sul... então isso é uma grande prova de que os produtos brasileiros não deixam nada a desejar com relação aos produtos de fora.

 

E hoje a informação é muito disponível e há tecnologias geradas no Brasil e que surpreendem professores de fora quando estes vêm

_____

"... Eu vejo hoje que a gente não perde em nada seja com relação aos
Estados Unidos
seja com a
Europa.”

_____


conhecer as linhas de pesquisa daqui.

 

Então, é muito gratificante.

 

 

(pg.5.) (fim). (voltar ao topo).



Veja também

 


[ Como anunciar ]